Importância do balanço patrimonial para sua empresa

6 minutos para ler

Administrar uma empresa não é uma tarefa fácil, entre todas as rotinas de um gestor a tomada de decisão é a principal delas. Para que isso seja realizado de forma efetiva e segura é imprescindível poder contar com informações sobre o negócio, é nesse momento que se percebe a importância do balanço patrimonial.

A contabilidade tem mostrado cada vez mais sua importância no dia a dia dos empreendimentos, no entanto, ainda há empresários que consideram esse demonstrativo uma mera formalidade, desconsiderando todos os benefícios que ele traz para os negócios.

Neste post, trouxemos informações que confirmam a importância do balanço patrimonial. Leia atentamente e confira!

O que é o balanço patrimonial?

Essa demonstração faz parte de uma gama de relatórios contábeis que são obrigatórios ao findar um exercício. Esse período corresponde aos 12 meses do ano civil, de 1 de janeiro até 31 de dezembro, isso é, os valores e as mutações que o patrimônio sofre são apresentadas no balanço patrimonial.

De forma sucinta, a contabilidade tem por principal objetivo controlar o patrimônio, para que isso seja visualizado pelos usuários é necessário transformar todos os dados em informações e, é no balanço patrimonial que são relatados os bens, direitos e as obrigações da empresa em forma de contas contábeis.

A estrutura desse relatório é baseada em três pontos, o ativo, o passivo e o patrimônio líquido. Lembrando que ainda que eles são desdobráveis em circulante e não circulante. Entenda um pouco mais sobre eles:

  • ativo: é definido como os bens e direitos, exemplo: imobilizado, caixa;
  • passivo: é definido pelas obrigações, exemplo: fornecedores a pagar, empréstimos;
  • ativo circulante: é todo bem e direito que pode ser convertidos em dinheiro dentro de 12 meses, como exemplos: duplicatas a receber, estoques;
  • ativo não circulante: valor que poderá ser convertido em dinheiro após o prazo de 12 meses, ou seja, bens com uma maior durabilidade;
  • passivo circulante: são as dívidas com terceiros que devem ser pagas dentro de 12 meses;
  • passivo não circulante: são as obrigações que permaneceram por mais tempo junto a empresa, ou seja, além de 12 meses;
  • patrimônio líquido: é o valor contábil pertencente aos acionistas ou socios da companhia. Neste grupo é demonstrado o capital injetado acrescido dos lucros obtidos na operação;

Qual a importância do balanço patrimonial?

Ao contrário do que muitos pensam, o balanço patrimonial não serve apenas para cumprir as exigências legais junto ao fisco, entre as informações que ele disponibiliza existem fatores essenciais para uma gestão positiva focada na obtenção de lucros e no crescimento da empresa.

Entre os benefícios da análise desse demonstrativo se pode destacar a saúde financeira da empresa, uma vez que, o balanço relata como está o patrimônio. Logo, quando o profissional contábil expõe as informações contidas no balanço ele conseguirá mostrar aos gestores se o patrimônio empresarial corre risco, se a empresa deve mais do que possui, entre outros dados.

Ademais, podemos destacar como um dos pontos de grande relevância a possibilidade de disponibilizar os indicadores financeiros através dos números fornecidos no balanço patrimonial, ferramentas essenciais para o controle e planejamento.

Entre esses indicadores podemos destacar: liquidez corrente; liquidez seca; liquidez imediata; liquidez geral; rotação de estoque; margem líquida; retorno do ativo; retorno sobre investimento, entre outros.

Além disso, o balanço patrimonial é imprescindível para os usuários externos analisarem o real valor do negócio. Contudo, é importante estar atento a alguns fatores, pois o que é representado como patrimônio líquido muitas vezes não trazem o valor de mercado, mas sim o valor contábil do empreendimento.

Logo, para que um investidor saiba o valor presente é necessário utilizar técnicas como o valuationesse método avalia e compara números do balanço, utilizando o fluxo de caixa descontado para trazer a um valor justo o real montante que vale a empresa, assim beneficiando ambos os interessados na transação.

Qual as diferenças entre o balanço patrimonial e outras demonstrações.

Como mencionamos, o balanço patrimonial faz parte de um conjunto de relatórios oriundos das informações contábeis. Entre as mais conhecidas se pode destacar:

  • balanço patrimonial;
  • DRE: Demonstração do resultado do exercício;
  • DFC: Demonstração do fluxo de caixa;
  • DMPL: Demonstração das mutações do patrimônio líquido.

Cada uma delas relata algo sobre os números da empresa, contudo para obter resultados satisfatórios é fundamental analisar criteriosamente tais informações, e entender o que obter com cada uma delas.

DRE x balanço patrimonial

Enquanto o balanço trata do patrimônio, de forma quantitativa e qualitativa, demonstrando o que a empresa tem e o que ela deve para terceiros, a DRE relata e expressa informações mais operacionais, resultando no lucro ou prejuízo líquido do exercício.

Por meio da Demonstração do resultado do exercício, é possível verificar os custos, despesas e receitas, dessa maneira é possível traçar ações específicas em atividades que estão gerando mais desembolsos, além de montar planos estratégicos para fomentar o aumento de receitas.

Vale lembrar ainda que as contas da DRE, também conhecidas como contas de resultado, demonstram os valores referente a cada exercício, ou seja, o período de Janeiro a Dezembro de cada ano, sendo zeradas ao início de cada novo período, enquanto as contas do balanço patrimonial são valores acumulados desde o início da empresa.

Fluxo de caixa x balanço patrimonial

Quando o assunto é fluxo de caixa as diferenças são outras, o balanço patrimonial apresenta o que a empresa possui e o que ela deve, contanto os saldos em curto e longo prazo, sendo assim ele traz todas as informações contábeis da empresa.

Por outro lado, o fluxo de caixa apresenta números financeiros fundamentais para o planejamento e cumprimento dos prazos de pagamentos. Essa ferramenta é imprescindível para o controle e planejamento dos recursos financeiros.

O fluxo de caixa demonstra efetivamente tudo que entrou e saiu do caixa, e equivalentes de caixa no dia, isso significa, que mesmo que o balanço tenha demonstrado que o resultado foi positivo, o fluxo de caixa pode sim ter ficado negativo durante o exercício.

Como se pode perceber, a importância do balanço patrimonial é significativa, pois capacita e dá seguridade aos empreendedores para a tomada de decisão. Entretanto, é importante lembrar que ele por si só não consegue levantar todos os dados pertinentes para uma boa gestão, mas quando em conjunto com os demais demonstrativos contábeis e financeiros se torna uma ferramenta fundamental para a alavancagem dos negócios.

Agora que você sabe a importância do balanço patrimonial para as empresas, assine nosso newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail.

Posts relacionados

Deixe um comentário