Gestão de Risco e Compliance: dois conceitos que trabalham juntos

4 minutos para ler

Havíamos publicado em nosso site, um completo artigo sobre Conceitos e Melhores práticas de Compliance apresentando alguns componentes-chave que são essenciais para um programa eficaz de conformidade nas empresas. Dando continuidade ao tema, esta postagem tem objetivo destacar como a gestão de riscos e a compliance caminham juntos no mundo empresarial.

Se observarmos, de maneira geral, temos um sistema de gestão de risco interno que, naturalmente, gerenciamos em nosso cotidiano. Por exemplo: se um ônibus passa todos os dias no mesmo horário, é necessário chegar com antecedência ao ponto para não correr o risco de perdê-lo. Ao sair de casa, certificamos que todas as luzes estão apagadas e janelas fechadas, prevenindo prejuízos futuros.

Detectar e gerenciar que eventos indesejáveis aconteçam, é um mecanismo importante para a rotina de muitas pessoas. No mundo corporativo, a relevância maximiza e se torna uma ferramenta fundamental.

Melhorar os sistemas de controle de risco já faz parte dos pilares da compliance e atender necessidades em uma organização só reforça  vantagens perante ao mercado. É preciso ter em mente que os dois conceitos estão interconectados e trabalham juntos rumo às oportunidades.

 

Compliance

Compliance tem sua origem do inglês “to comply”. Siginifica “cumprir uma norma”, ou seja, agir de acordo com uma regra, um pedido ou um comando. A tradução do termo, também adota a forma de explicar sobre um processo em execução.

Neste sentindo, compliance é um conjunto de normas, regulamentos, políticas ou diretrizes que devem ser cumpridas, que ajudam estabelecer organização e controle. Fazendo que os processos entrem em perfeito funcionamento com todas as partes envolvidas, garantindo qualidade e evitando riscos.

Em 2013, foi publicado a Lei 12.846, mais conhecido como Lei Anticorrupção, que responsabiliza pessoas jurídicas pelas práticas administrativa e civil. Deste modo, as empresas brasileiras precisam investir em programas de compliance para garantir conformidades legais e éticas.

 

Gestão de Risco

Gestão é uma área das ciências humanas que visa alcançar objetivos de forma efetiva e eficaz. Risco, é uma incerteza ou uma perda que pode trazer prejuízos caso não tenha controle. Gestão de Risco é uma metodologia aplicada capaz de identificar, analisar, administrar e tratar riscos de origem humana ou material. Traduzindo possíveis perdas em situações controláveis, potencializando oportunidades e o impacto da organização no mercado.

Um bom gerenciamento de risco não é só capaz de mostrar futuras perdas, mas também ganhos. É possível identificar e materializar oportunidades com uma boa política de controle e com informações sólidas obtidas pelo gerenciamento de risco.

Gestão de Risco e Compliance

Com as explicações acima, é possível identificar como os dois conceitos caminham lado a lado. Sem um projeto de compliance é impossível ter uma boa gestão de risco que busca eficiência a fim de extinguir falhas e atingir resultados esperados.

Quando essa  dupla passa a fazer parte da cultura da organização, inúmeros benefícios são identificados. Alguns são:

  • Indicadores de desempenho;
  • Controle de segurança da informação;
  • Ações e investimentos priorizados;
  • Mapa da evolução dos riscos,
  • Valorização dos bens e capital humano da organização;
  • Aumento da produtividade;
  • Valorização da empresa;
  • Credibilidade e transparência com fornecedorese clientes;
  • Melhoria nos processos de controle interno;
  • Comunicação eficaz entre os todos os setores;
  • Reputação preservada;
  • Competitividade no mercado;
  • Rentabilidade

Estabelecer controles e traçar estratégias assertivas, é fundamental para qualquer empresa. Buscar o perfeito funcionamento sem ocorrências e identificar fatores de riscos só é possível com um sistema eficaz de compliance.

Posts relacionados

Deixe um comentário