O cenário da inteligência artificial nas empresas brasileiras

8 minutos para ler

O avanço da tecnologia e o surgimento de inovações que vieram para transformar as operações dentro das empresas, bem como a qualidade dos produtos e serviços oferecidos, tem ganhado cada vez mais espaço. Por exemplo, 40% das empresas brasileiras implementaram algum processo Inteligência Artificial (IA) no ano de passado.

Apesar desse avanço, a adoção de recursos gerados pela transformação digital têm gerados alguns desafios, que precisam ser superados para o alcance de resultados eficientes. Pensando nisso, Flavio Bastos, sócio diretor da IRKO levantou alguns pontos interessantes e elaboramos este conteúdo para mostrar o cenário da Inteligência Artificial no atual momento empresarial brasileiro. Confira!

Diferença entre “Machine Learning” e inteligência Artificial?

Faz-se necessário explicar as principais características entre esses dois conceitos, para que não se confundam, ou sejam considerados um pelo outro, sendo as principais características:

ü ‘Machine Learning’: Através da repetição de dados processados pelo algoritmo, o sistema sugere os resultados para que a intervenção humana aceite ou corrija, assim criando a base da inteligência artificial;

ü Inteligência Artificial (AI): Os resultados são alcançados com a combinação dos dados processados os quais o algoritmo definiu e que o sistema toma decisão de forma automática, sem a necessidade de intervenção humana;

Quais setores se destacam no uso da Inteligência Artificial?

Existem alguns ramos de atuação que se destacam quando o assunto é a implementação da Inteligência Artificial em seus processos.

Financeiro

Entre os setores que mais utilizam a Inteligência Artificial está o financeiro. Isso porque, a tecnologia se encontra presente em vários formatos, atendendo operadoras de cartão de crédito, gestores financeiros, instituições bancárias, entre outros.

Por exemplo, algoritmos de IA atuam com os dados disponibilizados pelas empresas para identificar gastos em excesso e oportunidades de economia. Outra opção, é a aplicação de algoritmos complexo para detectar padrões na utilização do cartão pelos clientes para evitar fraudes antes que elas ocorram.

Jurídico

O ramo jurídico é outro que tem contato bastante com a Inteligência Artificial. Afinal, existem soluções disponíveis que utilizam a ferramenta para auxiliar juízes, promotores e advogados e demais profissionais do Direito, no controle de processos judiciais, resolução de questões burocráticas, preenchimento automático de documentos, entre outras atividades, tornando o trabalho mais produtivo, preciso e eficaz.

Contábil

A Inteligência Artificial tem sido usada no ramo da contabilidade como forma de aumentar a produtividade e eficiência operacional, além de eliminar os processos manuais repetitivos e otimizar o tempo gasto com as atividades que podem ser usados na melhora do atendimento aos clientes.

Por exemplo, podemos citar a complexidade e burocracias das atividades fiscais, que podem ser reduzidas por meio do uso de ferramentas de IA que conseguem reduzir de maneira relevante a quantidade de horas necessárias para executá-las, que podem seu utilizadas para uma consultoria personalizada voltada aos clientes, o que chamamos de Automação Humanizada.

Indústria

A Inteligência Artificial exerce um papel muito importante na indústria 4.0. É necessário salientar que, nesse segmento, essa tecnologia não age de forma autônoma, já que a participação humana é essencial. Aqui é um exemplo típico do conceito “Machine Learning”, pois apesar da inserção de processos automatizados, a atividade humana não é totalmente dispensada em determinadas ações, por exemplo, pensar de maneira estratégica como as máquinas poderão colaborar para o aumento da produtividade e desenvolvimento de novos serviços.

O exercício constante da otimização de máquinas e processos fabris continuam a depender da intervenção humana, porém em um curto espaço de tempo esse exercício poderá se tornar o próximo nível de Inteligência Artificial, dado o avanço das linguagens de programação e utilização de banco de dados cada vez mais estruturados e robustos. Outros recursos usados na indústria são a Internet das Coisas (IoT), Big Data e Cloud Computing.

Marketing

Essa é uma das áreas mais familiarizadas com a Inteligência Artificial, já que existem várias soluções criadas para lidar com as dores e expectativas dos clientes. Por exemplo, os aplicativos de automação de marketing, que utilizam conceitos de IA para criar respostas e práticas que auxiliem na nutrição de leads e, assim, gerar uma aproximação com o público-alvo, elevar a taxa de conversão e o faturamento dos negócios.

Quais são os principais desafios da implementação da Inteligência Artificial

Como já foi dito, muitas empresas já têm em seus plano a inserção da Inteligência Artificial em seus processos. No entanto, essa não é uma tarefa tão simples, já que envolvem etapas de inserção e adaptação. Além disso, alguns desafios precisam ser superados.

Custos e orçamentos elevados

Os custos estão entre os principais desafios quando o assunto é implementação de novas tecnologias, principalmente quando o assunto é a busca por processos e gerenciamento de dados mais aprimorados.

Entre outros aspectos envolvidos nesses obstáculos podemos apontar o engajamento dos stakeholders (pessoas, empresas, entre outros elementos que possam ter interesse no projeto desenvolvido ou em um negócio em construção), pessoas com habilidades para manipular as ferramentas e dificuldade para encontrar recursos, além da resistência natural dos profissionais “do novo”, e receio que os processos venham a ocupar o espaço de trabalho humano.

Situação semelhante se deu com a Revolução Industrial ao final do Seculo XIX, início do século XX, suja história nos ensinou quando a máquina ocupa o espaço atual do trabalho humano, ao mesmo tempo abrem oportunidades e horizontes ainda não conhecido por nossa força de trabalho. Pesquisam apontam que no ano de 2030, mais de 50% das profissões existentes, ainda não são conhecidas por nós atualmente.

Integração da IA nas funções da empresa

Integrar a Inteligência Artificial nos processos da empresa é outro desafio. É como se fosse uma espécie de máquina entrando e alterando as coisas em uma organização. Nos casos em que a tecnologia é construída sobre softwares que os colaboradores já usam, como sistemas CRM ou ERP, essa implementação fica mais simples.

Falta de competências

A adoção da Inteligência Artificial também gerar desafios técnicos, principalmente nas empresas que não existe uma equipe preparada e qualificada para lidar com as inovações e aproveitar todos os benefícios que as ferramentas podem proporcionar para os resultados do negócio.

Desorganização dos dados

A maioria das companhias não apresentam os dados que devem ser analisados de maneira organizada e a Inteligência Artificial funciona baseada na observação dessas informações para realizar a sua função. Caso leia registros errados, vai desenvolver padrões incorretos e a cadeia de processos se desestrutura.

É preciso ressaltar que de nada adianta contar com inúmeros dados, se eles não possuem qualidade e não são usados de forma estratégica no negócio e, com isso, ajudar as máquinas a aprender a realizar as tarefas que foram programadas.

Falta de planejamento

Certas empresas adotam a Inteligência Artificial com o objetivo de não ficar atrás no mercado, levando em conta que o concorrente implementou e conquistou uma melhora nos resultados. Contudo, se não houver um bom planejamento a respeito do que o negócio espera da máquina, os processos executados por ela não serão suficientes para atender as expectativas e o investimento gerar o retorno esperados.

Sendo assim, é preciso realizar uma pesquisa de mercado, avaliar os benefícios e pontos de atenção da tecnologia e iniciar programações básicas para aperfeiçoar os recursos aos poucos, com foco nas metas da empresa.

Fatores éticos

Entre as questões éticas relativas à Inteligência Artificial estão:

  • mudanças no comportamento humano e nas relações interpessoais;
  • substituição da mão de obra humana por máquinas;
  • erros cometidos pelas máquinas;
  • interação entre humanos e robôs;
  • medo de que a IA venha provocar consequências ainda inimagináveis pelos humanos;
  • receio de que a Inteligência Artificial supere as capacidades e a inteligência humana.

Acompanhamento humano

Existem algumas situações em que a Inteligência Artificial deve ser acompanhada por um humano. Isso ocorre pelo fato de que as máquinas podem tomar decisões a partir de programações, porém, é necessário existir um controle feito por um responsável para decisões críticas, onde uma pessoa tomaria um rumo diferente de uma máquina.

A transformação digital veio para possibilitar que as empresas se tornem automatizadas, mais eficientes e produtivas. Sendo assim, a Inteligência Artificial é uma excelente ferramenta para aprimorar os processos do dia a dia e melhorar os resultados. Apesar de muitas empresas já estarem contando com essa tendência, ainda existe um caminho de superação de desafios, implementação e adequação.

Quer saber como a IRKO tem usado a tecnologia e inovação em seus processos e proporcionar o melhor serviço aos seus clientes? Então, entre em contato agora mesmo!

Posts relacionados

Deixe um comentário