Quanto vale sua empresa: saiba como os consultores fazem esse cálculo

7 minutes to read

Ao solicitarmos que um consultor faça o chamado valuation de nossa empresa, é natural surgirem algumas dúvidas. O cálculo é um tanto mais complexo do que parece, porque envolve variáveis nem sempre tão simples de calcular. Você, por exemplo, sabe exatamente quanto vale sua empresa e como fazer essa análise?

Se você tem dúvidas, não se preocupe — elas são absolutamente naturais. Tanto que convidamos Luiz Souza, Head of FAS da IRKO, para explicar quais são as diferentes formas de realizar o cálculo.

Para começar, mostraremos por que é tão importante fazer o valuation, não só no momento de negociar ações da empresa. Confira!

O que é o valuation e qual sua importância?

De acordo com Luiz, um erro muito comum é acreditar que o valuation é uma ciência exata. Contudo, o contexto real das empresas envolve uma série de fatores subjetivos e variáveis. Então, quando realizado com eficiência e acurácia, o cálculo do valor da empresa resulta em uma faixa de valores na qual se estima que o preço esteja flutuando.

Somado a isso, outro mito é a ideia de que o valuation é uma ferramenta pronta, cuja aplicação será a mesma em qualquer negócio. Entretanto, não se trata de uma tabela na qual os números são inseridos e o resultado será extraído imediatamente.

Sobretudo quando estamos lidando com uma projeção de fluxo de caixa, a precificação toma como base o plano da empresa — em outras palavras, os objetivos almejados pelos administradores. Sem considerar esses fatores, corre-se o risco de subavaliar os investimentos necessários para o futuro próximo, desconsiderar a entrada de novos competidores e tecnologias que podem impactar preços e volumes, completa Souza.

Então, leve consigo duas lições fundamentais: é muito perigoso considerar que o ocorrido no passado continuará se repetindo; um bom consultor jamais oferecerá um serviço instantâneo e de valor exato — o cálculo é um processo a ser desenvolvido e um resultado não é um número absoluto e imutável, mas um conjunto valioso de informações.

Valuation como estratégia de negócios

Em relação ao momento de fazer o cálculo, não é apenas saber quanto vale sua empresa para apresentar a eventuais interessados em fazer investimentos ou adquiri-la. Um bom valuation permite que o valor do negócio seja uma primeira métrica ao gestor. Trata-se de um monitor de performance empresarial capaz de indicar pontos fortes a serem mantidos e fraquezas a serem melhoradas.

Mudanças perenes que impliquem em uma alteração do valor da empresa nunca ocorrerão em um curto espaço de tempo. Quanto antes isso for assumido pelos gestores, maior o espaço de manobra para implementar as mudanças necessárias.

No longo prazo, o valuation pode auxiliar o gestor na definição da venda do negócio, buscar novos sócios, realizar novos aportes ou investir em outras aquisições para o portfólio da empresa.

Quais são os tipos de valuation normalmente calculados?

Seguindo a lógica detalhada acima, podemos assumir que o cálculo é tão importante para conquistar boas condições em uma negociação da empresa quanto para melhorar seu desempenho e aumentar vendas. Luiz Souza nos conta, a seguir, quais são os três fatores básicos sobre os quais podemos calcular o valuation.

Valor de registro

O valuation baseado em valor de registro ou contábil busca entender todos os direitos e obrigações registrados no balanço patrimonial da empresa. A partir dessa diferença teremos o seu patrimônio líquido, uma estimativa do momento e, consequentemente, que não considera o potencial de geração de resultado futuro.

Valor comparativo

Esse cálculo adota o princípio de que negócios semelhantes devem ter valores semelhantes. O consultor busca na Bolsa de Valores empresas com um perfil similar para extrair dali indicadores comparativos. Isso inclui múltiplos de transações recentes, por exemplo, que consiste em associar o valor de venda de uma empresa a um indicador — sua receita, EBITDA, número de clientes etc.

Valor econômico

O valor econômico implica a utilização de projeções de caixa da empresa para determinar qual valor efetivo ela é capaz de gerar. Calcula-se, por exemplo, uma taxa de risco associada ao negócio. Então, é feito um desconto que atualize o valor ao momento atual e ajude a gerar uma previsão de valor para o futuro.

Embora seja o mais complexo desses três métodos, o chamado fluxo de caixa descontado é também o mais relevante para quem almeja capturar todas as características do negócio e estimar sua capacidade de faturamento.

Como descobrir quanto vale sua empresa?

Luiz diz que os cálculos detalhados acima envolvem o levantamento de todos os ativos da empresa, além de seu histórico operacional, tributário, entre outros.

E aqui, um ponto pega muita gente de surpresa! É preciso considerar, por exemplo, que o patrimônio da empresa vai muito além dos seus imóveis e equipamentos. Conteúdo intelectual e a própria tributação de bens digitais devem ser assimiladas por uma projeção que almeja ser fiel ao potencial do negócio.

Diante disso, é fundamental contar com o serviço de uma consultoria contábil de confiança na realização do processo. Além de dominar a fundo as metodologias, esses profissionais oferecem um olhar de fora, sendo mais experientes na questão. Eles serão capazes de enxergar questões que você pode deixar passar e, ao mesmo tempo, analisarem qual é o cálculo adequado para os seus objetivos.

Sem uma análise crítica, gestores podem cometer o erro de tentar comparar coisas incomparáveis. A reputação, por exemplo, é um dos ativos mais importantes de uma organização, segundo Souza, tendo impactos materiais na sua estratégia. Além de um diferencial que impacta as vendas e o reconhecimento pelos parceiros, ela tem reflexos no próprio investimento. O cálculo, então, deve levar em conta esse fator subjetivo — por isso que o papel do especialista é crucial.

Dinâmicas de mercado

Por fim, um ponto a ser destacado é a importância de situar a empresa no cenário real do mercado, seja no seu nicho de atuação, seja em um contexto mais amplo. O chamado novo normal que deve suceder à pandemia do coronavírus, por exemplo, não é objetivamente mensurável.

Logo, projeções para o futuro feitas no final de 2019 já se tornaram significativamente obsoletas. O momento atual exige muita atenção para o curto e médio prazo, já que o mercado global está passando por uma situação excepcional. A dinâmica do mercado muda de maneira muita rápida, e as projeções atuais duram semanas ou, no máximo, meses.

Ainda assim, Luiz Souza conclui que não se trata de dizer que não seja importante projetar os objetivos da empresa pensando em 10 ou 15 anos. O ponto é que seus resultados devem ser sólidos a curto e médio prazo.

Como você pôde ver, o cálculo do valuation ajuda a entender quanto vale sua empresa e, com base nessas informações, elaborar uma estratégia de negócios mais eficaz. Então, tenha o apoio de um especialista e coloque essa ferramenta para trabalhar a seu favor!

Se quer entender como o valuation pode ser calculado no contexto específico da sua empresa, entre em contato com a IRKO e fale com quem é referência em serviços contábeis!

Posts relacionados

Deixe um comentário